sábado, 25 de novembro de 2006

De madugada

Um hábito que me acompanha há muito tempo é o de fazer as coisas de madrugada: estudar, assistir filmes, ler livros, navegar na internet, escrever, comer, trabalhar em casa. Acho, particularmente, que fazer todas essas coisas de madrugada é muito mais tranqüilo. O telefone não toca, ninguém me chama, faz-se um silêncio muito confortável, o clima é mais agradável, a intimidade é maior.

Antes de existir para mim o computador e internet, costumava passar muitas de minhas madrugadas assistindo o programa do Jô Soares, o Intercine, o Corujão, a Sessão de Gala. Aí o Jô Soares começou a não ser mais tão interessante - ou eu devo ter ficado mais exigente. O mesmo aconteceu com as sessões de filmes na tevê. Vieram o computador e a internet e surgiram coisas mais importantes para serem feitas.

Esse texto, por exemplo, estou escrevendo enquanto o relógio ali no canto da tela exibe 01:10 e muito provavelmente tardarei a dormir.

O incoveniente aparece quando tenho que acordar cedo na manhã seguinte. Esse é um problema [maiores esclarecimentos, vide post passado]! Não é o caso de hoje, pelo menos!

---

Editando:

Acabei de ver através daquele indicador leitores on-line aí na lateral do blog que alguém, além de mim, estava on-line. O relógio do sistema marca 03:59 agora. Não sou o único!

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget