segunda-feira, 8 de janeiro de 2007

Gramática

Uma postagem metalingüística.

Uma das coisa com que me preocupo quando escrevo é a gramática. Profissionais da comunicação provavelmente diriam que se a mensagem foi transmitida, basta, ótimo. Apesar de concordar, é fato: eu gosto de saber como escrever dentro da norma culta da língua portuguesa vigente aqui no Brasil - é, porque as regras daqui não são exatamente as mesmas de nossos amigos de além-mar.

Admiro quem sabe usar a próclise, a mesóclise e a ênclise adequadamente. No fim das contas nem é tão difícil, são só umas regrinhas. O melhor jeito de aprender, acho eu, é através da prática [e isso não é válido somente para esse caso]. Ler constantemente ajuda, e muito. Mas sempre surgem umas dúvidas, aí quando o problema é com a ortografia, peço socorro ao google: escrevo a palavra que suspeito estar errada no campo da pesquisa, é quase certo que se a palavra estiver realmente mal grafada, o google exibirá uma mensagem imperativa dizendo Você quis dizer... e completará com uma sugestão da palavra correta. Caso essa alternativa falhe, o jeito é recorrer ao velho e bom dicionário! Se o problema é saber onde colocar o pronome, ou saber do uso ou não da crase, ou o trema - os dois pinguinhos em cima do U -, e faltarem livros de gramática por perto, e estiver com preguiça de levantar e buscá-los, há vários sites muito úteis, um deles é o gramática on-line, o que mais uso. Outra possibilidade interessante é usufruir dos serviços que a UERJ disponibiliza para tirar dúvidas sobre a língua portuguesa, ligar para o telefone [21] 2587-7254, ou enviar um e-mail para cefiluerj@gmail.com [mais sobre esses serviços, clique aqui!].

Por falar em gramática, lembrei de um texto que gosto muito, de Luis Fernando Verissimo. Sou fã do sujeito. Acho que vale a pela compartilhá-lo com vocês:

---

A Sexa

- Pai...

- Hummm?

- Como é o feminino de sexo?

- O quê?

- O feminino de sexo.

- Não tem.

- Sexo não tem feminino?

- Não.

- Só tem sexo masculino?

- É. Quer dizer, não. Existem dois sexos. Masculino e Feminino.

- E como é o feminino de sexo?

- Não tem feminino. Sexo é sempre masculino.

- Mas tu mesmo disse que tem sexo masculino e feminino.

- O sexo pode ser masculino ou feminino. A palavra "sexo" é masculina...

- O sexo masculino, o sexo feminino.

- Não devia ser "a sexa"?

- Não.

- Por que não?

- Porque não! Desculpe. Porque não. "Sexo" é sempre masculino.

- O sexo da mulher é masculino?

- É. Não! O sexo da mulher é feminino.

- E como é o feminino?

- Sexo mesmo. Igual ao do homem.

- O sexo da mulher é igual ao do homem?

- É. Quer dizer... Olha aqui. Tem sexo masculino e sexo feminino, certo?

- Certo.

- São duas coisas diferentes.

- Então como é o feminino de sexo?

- É igual ao masculino.

- Mas não são diferentes?

- Não. Ou, são! Mas a palavra é a mesma. Muda o sexo, mas não muda a palavra.

- Mas então não muda o sexo. É sempre masculino.

- A palavra é masculina.

- Não. "A palavra" é feminino. Se fosse masculina seria "o palavro".

- Chega! Vai brincar, vai.

O garoto sai e a mãe entra. O pai comenta:

- Temos que ficar de olho nesse guri...

- Por quê?

- Ele só pensa em gramática.


---

Bom, né?

---

Para ouvir:

The Cure- Boys Don't Cry

20 comentários:

lisiê, a drama. disse...

isso me lembrou o livro dele que acabei de comprar e estou doida para ler!
no mais, eu mexo com comunicação e me preocupo muito com gramática também. e gosto bastante!
ah, e eu gostei do blog, viu?

dréus disse...

Muito boa essa piada!
Não gosto,nunca gostei de gramática.Mas há gostos e gostos.
Acho que se uma pessoa reformular uma frase que dê pra entender mesmo tando uma escrita errada,acho que já é válido."Nóis vai a festa",no seu correto português gramatical está errado,mas se for pra pensar bem,não,pois você entendeu o que a pessoa quis dizer.
bom,leia "Preconceito Ligüistico",que tu vai me entender.

Personaletter disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Vinícius Lírio disse...

.

fernando veríssimo é muito bom mesmo.

li alguns textos bem bacanas dele [vale ler o texto de Tarzan e Jane, não se o nome é esse extamente, mas vale procurar]

quanto à questão de gramática, concordo contigo... tem coisas que realmente até dói de ver. mas vamos dar os créditos à educação de excelente qualidade que temos, né... aliado claro a disponibilidade de sempre dos estudantes de estudarem gramática, tudo isso junto dá o que se chama muito de 'assassinato da língua' auuhahua

abraço

.

ClubSocial disse...

Hahahaha!!Eu faço exatamente a mesma coisa! Pra não correr o risco de escrever errado, pesquiso no Google! Nada com uma português bem escrito, colírio para os olhos!
Bjusssssss

Lú disse...

eu tbm procuro no google! às vezes qdo n aparece o "Você quis dizer", eu olho qts resultados foram obtidos...aí comparo! huhu :)
mto legal seu blog! parabéns

Rafael Barbosa disse...

Escrever corretamente é bom. Ler, melhor ainda. Obrigado pelo comentário no blog.
abraço!

Monsieur Coçard disse...

hahahahahaha muito bom, em tempos de internetês até que é legal ver que temos tempo para escrever mais corretamente possível... anedota muito legal... ótimos posts..! abraços

Clara disse...

sem problemas,pode postar a foto sim
só peço q dê créditos ao meu fotolog pela foto,ok? :)

beijos

Hank disse...

gostei, não sou um fã de gramática, mas uso a mesma técnica do google, esse texto me fez lembrar de um outro do Jô Soares se eu não me engano, satirizando a gramática, muito bom, mas não me recordo o título agora.
A música é ótima também, adoro the cure, parabéns pelo blog :)

disse...

Eu tbém gosto de Gramática, apesar de não dominá-la.
Acho importante escrever correto e é uma pena as pessoas não valorizarem tanto isso.
Será que foi a forma com que as escolas ensinaram a Gramática para as pessoas terem uma certa ojeriza dessa matéria? Como vc. disse, o negócio é pesquisar as palavras que se tem dúvida e principalmente, escrever, pois escrevendo (e lendo) a gente adquire o hábito de nos corrigir e ficar sempre atento às palavras.
Parabéns pelo seu Blog!
Gostei muito dos posts.

Levanta Creuza disse...

Gramática também é uma coisa que me preocupa, apesar de eu não ser profunda conhecedora. Como você mesmo disse, sempre há o grande amigo google!
Muito bom o texto!

Bjocas ;)

Carol disse...

haushaushuahsua

Muito bom o texto!

Bom mas agora falando do seu texto mesmo, eu também algo meio parecido com isso seu, acredita que já deixei de me envolver com caras só pela grmática dele ser errada, onde é que já se viu escrever ocuLpada, pelo amor né?!
Só que não me acho tão severa quanto você, até gostaria de ser e conhecer todas as regrinhas da língua portuguesa...
Um dia chego lá!

;P

Vou te linkar, segunda vez que venho aqui e gostei muito!

Beijos :*:**

Strange Little Girl disse...

Myra Ellen. Procura por "Tori Amos". Tem um monte de vídeo no YouTube. Bjos

Rafael Barbosa disse...

Realmente, mas uma garota respondeu nos meus comentários. Pelo menos me deu uma luz sobre o que o senhor Pedro Bial pensa!
abraço!

Yan disse...

Faaaaaaaaaaaala..blz???

olhá só....

Não sou muito adepto a correntes, mas está rolando algumas entre blogueiros e estou convidando vc e seu blog a participarem de duas, depois dá uma passada lá no meu blog e veja como participar.
Se não aceitar, o seu blog será hackeado por emos miguxos.....aushushuashuauasas

abraços cara!!!!

Iza disse...

Eu procuro escrever de acordo com a norma culta. Bom, eu procuro escrever diretinho, pelo menos, rs.

Mto boa a dica do site (não o Google)!

:*

Strange Little Girl disse...

Sabe como o google também pode ser bom? Se não aparece a mensagem imperativa "Você não quis dizer isso", você também pode ver o número de ocorrências daquela palavra. Normalmente a que aparece mais é a correta. Eu sempre faço isso quando tenho que escrever algo em inglês. Ponho uma frase inteira mesmo e descubro se existe ou não.

Eu até gostava de gramática no colégio. Estudava, me dava até bem. O Veríssimo me dá saudades do colégio. Tá, tudo me dá saudades do colégio. Hoje não sei se tenho muita coragem de tirar a bunda do banco e ler um livro de gramática. A química derreteu o lado humano do meu cérebro... a recuperação tá difícil, difícil...

Você sempre coloca musiquinhas! Eu baixo e ouço todas... por consideração a elas mesmo. Ninguém nunca ouve as minhas (tudo bem, já me disseram que o meu gosto musical é duvidoso... e não foi só uma pessoa). A do Oasis foi a que mais tocou meu coraçãozinho até agora.

Beijos

paty carneiro disse...

bom dia!
faço faculdade de letras e... honestly... você me emocionou!!!

fantastic!

bisous :D

Anônimo disse...

what bands are good to see for emo hairstyles?
[url=http://www.emo-hairstyles.info/]emo hair[/url]

Ocorreu um erro neste gadget