domingo, 26 de agosto de 2007

[Por Mário Quintana]

Amar: fechei os olhos para não te ver
e a minha boca para não dizer...
E dos meus olhos fechados desceram lágrimas que não enxuguei,
e da minha boca fechada nasceram sussurros
e palavras mudas que te dediquei...

O amor é quando a gente mora um no outro.

---

Para ouvir:

2 comentários:

aNNaFLaVia disse...

Lindo demais!

Fê Probst disse...

Apaixonar-se como se fossem viver juntos para sempre.
Cumprimentar-se como mal se conhecessem...
Ironias da vida.

Ocorreu um erro neste gadget